Quem foram os Irmãos Grimm?


Os irmãos Grimm estão por trás de algumas das mais famosas e amadas histórias infantis que conhecemos. Seu legado na literatura e na academia é intransponível e, não à toa, suas narrativas atravessam gerações, mesmo que as histórias que conhecemos hoje sejam um pouco diferentes das originais. 

Saiba mais sobre os irmãos Grimm, conheça o maior dicionário da língua alemã e entenda como as tradições orais ajudaram a unificar a Alemanha.

Retrato dos irmãos Grimm - Wikimedia Commons

 Retrato dos irmãos Grimm - Wikimedia Commons

Uma história de dois irmãos

Jacob e Wilhelm Grimm nasceram em 1785 e 1786, respectivamente, no então Condado de Hesse-Kassel, atual Alemanha. Quando Jacob tinha apenas onze anos, seu pai morreu de pneumonia, e ele viu sua família passar por dificuldades financeiras. 

Com a ajuda de uma tia, os irmãos Grimm conseguiram cursar o equivalente ao Ensino Médio atual e, depois, entraram na faculdade de Direito, com o intuito de seguir os passos do pai no serviço público. Jacob, mais velho, foi para Marburg, em 1802, e seu irmão mais novo, Wilhelm, o acompanhou no ano seguinte. Entretanto, a inclinação para o resgate e registro do folclore local fizeram com que os irmãos seguissem outro caminho... 

Um professor da Universidade de Marburg despertou o interesse dos irmãos pela filologia, o estudo da linguagem em textos históricos. Friedrich Carl von Savigny foi um respeitado e influente jurista alemão no século XIX. A Escola Histórica desenvolvida por Savigny representava sua visão em relação ao Direito como um organismo vivo, que se modificava, se transformava e se adaptava seguindo os costumes de um povo. 

Com a ajuda de Savigny, o contato com outros acadêmicos e por meio do entendimento de que a cultura e as tradições influenciam a forma como uma sociedade se organiza, o desejo dos irmãos Grimm de dedicarem-se ao estudo da história literária alemã se tornou uma realidade.

Da tradição oral para a escrita

Cinderela, por Edmund Dulac

Contar histórias e transmiti-las de geração em geração sempre foi uma forma de guardar a cultura, as tradições e valores de um povo. Em meio a transformações sociais e políticas causadas pelas guerras napoleônicas no século XIX, os irmãos Grimm e outros românticos alemães recorreram às histórias tradicionais como forma de exaltar a cultura nacional. 

Reunindo relatos de contadores de histórias locais – em sua maior parte mulheres e, especialmente, de uma mulher chamada Dorothea Viehmann –, os irmãos Grimm criaram uma coletânea de contos que, inicialmente, tinha o propósito de servir como estudo científico e contribuição acadêmica. Entretanto, eles foram alguns dos primeiros e mais proeminentes estudiosos a perceberem a importância dos contos de fadas e tradições orais como registros históricos de um povo. 

Contos Infantis e Domésticos (Kinder und Hausmärchen) foi publicado em 1812, e reunia um número seleto de histórias que, antes, estavam limitadas apenas à tradição oral. Os irmãos continuaram a resgatar histórias, registrá-las e publicá-las ao longo dos anos e, com o tempo, foram feitas adaptações para torná-las mais acessíveis para públicos mais jovens. 

As ilustrações que acompanhavam as histórias, assim como as palavras que elas representavam, também foram responsáveis por moldar o imaginário popular do que era o folclore alemão da época. Em um período marcado pela tentativa de encontrar elos que unificassem as primeiras nações como conhecemos hoje, os Grimm se tornaram verdadeiros caçadores de contos de fadas e suas contribuições continuam reverberando, séculos depois.

Conheça os contos de fadas em suas versões originais

O maior dicionário alemão

Enquanto Wilhelm investiu na apresentação dessas histórias para novos públicos, Jacob se voltou para o estudo da língua alemã e se tornou um importante linguista, cujo trabalho reflete no idioma atual. Os Grimm são responsáveis pelo maior dicionário alemão da história. 

O Deutsches Wörterbuch é um dicionário diacrônico, ou seja, documenta o desenvolvimento de uma língua ao longo do tempo, e registra a história da língua alemã desde o antigo alemão até o idioma do século 20. Por meio de milhões de documentos e registros históricos e linguísticos, os irmãos Grimm, ao lado de dezenas de outros acadêmicos, começaram a compilar palavras e seus significados. 

Entretanto, os irmãos não viveriam para ver a conclusão de tarefa tão árdua. O primeiro volume foi publicado em 1845 e Wilhelm Grimm, responsável pela letra "D", morreu em 1859. Jacob conseguiu chegar à letra "F", mas morreu em 1863.

Assim como o registro das tradições orais por meio da publicação dos contos de fadas tradicionais, o Deutsches Wörterbuch foi responsável por unificar o alemão e representou uma forte identidade da Alemanha como nação que, na época, estava fragmentada em pequenos reinos. Filologistas se uniram, por gerações, para dar continuidade ao trabalho iniciado pelos Grimm e, em 2016, 178 anos depois, foi concluído o Deutsches Wörterbuch.

Folha de rosto da "Deutsches Wörterbuch

 Jacob e Wilhelm Grimm se tornaram mundialmente conhecidos pelos contos que imortalizaram, mas também contribuíram para a metodologia de coleta e documentação do folclore alemão. Foram figuras responsáveis por registrar histórias que, por muito tempo, ficaram restritas à tradição oral. Sua contribuição para o folclore europeu e para a literatura pode ser percebida pelas narrativas que continuam atravessando gerações, mesmo que elas se transformem ao longo do tempo. 

Rumpelstiltskin, Branca de Neve, Cinderella, Rapunzel, A Bela Adormecida e muitas outras histórias podem ter uma cara diferente, hoje, mas nos remontam a tradições e narrativas ancestrais que continuam tocando pessoas ao redor do mundo.

Assim como os irmãos Grimm, a Wish acredita no resgate de histórias raras que continuam relevantes, séculos depois de sua primeira publicação. Conheça a Coleção Áurea de Contos de Fadas que reúne mais de 80 histórias traduzidas diretamente dos livros antigos.

  


Deixe um comentário


Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados











Instagram

Conheça os livros Wish!