De Tolkien a Neil Gaiman: conheça 05 autores influenciados pela literatura de Lorde Dunsany


Em uma de suas muitas aventuras pelo mundo em busca de livros raros, o Áureo, nosso mascote, descobriu informações muito importantes sobre um autor fundamental para a  formação da alta fantasia que lemos hoje. Esse autor já foi membro da Royal Society of Literature, principal organização literária na Grã-Bretanha, e presidente da Author’s Society, além de ter sido indicado para o Prêmio Nobel e publicado mais de 90 livros, entre contos, romances, teatro, poesia, ensaios e autobiografia.

Lorde Dunsany

Estamos falando de Lorde Dunsany (1878-1957), o 18º Barão de Dunsany e escritor anglo-irlandês, cujo romance fantástico, The King of Elfland's Daughter, é considerado por muitos um clássico no campo da escrita de fantasia, e que posteriormente originou um álbum estrelado por Christopher Lee. O próprio trabalho de Dunsany e a sua contribuição para a herança literária irlandesa foram reconhecidos por um diploma honorário do Trinity College, em Dublin.

Hoje, nós vamos apresentar a vocês 05 autores, os quais provavelmente já conhecem ou ouviram falar sobre, e cuja produção literária foi influenciada pelo trabalho de Dunsany. Vamos lá?

 

1. H. P. Lovecraft

O primeiro deles é H. P. Lovecraft, que ficou impressionado com Dunsany depois de conhecê-lo em uma turnê de palestras nos Estados Unidos. As histórias de Dream Cycle mostram claramente a influência de Dunsany sobre o trabalho de Lovecraft. Sobre isso, H.P. escreveu certa vez: "Existem peças minhas de 'Poe' e de ‘Dunsany' - mas, infelizmente, onde estão minhas peças de Lovecraft?".

 

2. Tolkien

De acordo com o estudioso John D. Rateliff, J. R. R. Tolkien apresentou uma cópia do The Book of Wonder (sétimo livro e a quinta coleção original de contos de Dunsany, original de 1912) como uma espécie de preparação para a compilação e desenvolvimento de O Silmarillion durante os anos sessenta. A obra é até hoje considerada como uma grande influência no trabalho de Tolkien.

 

3. Neil Gaiman

Neil Gaiman também expressou admiração por Dunsany e escreveu uma introdução para uma coleção de histórias do autor. Alguns comentaristas têm postulado ligações entre The King of Elfland's Daughter de Dunsany, e Stardust de Gaiman, apoiados em um comentário dele próprio, citado em O Neil Gaiman leitor.

 

4. Jorge Luis Borges

Jorge Luis Borges incluiu o conto de Dunsany, A Cidade Inativa, na sua Antologia da Literatura Fantástica (1940), uma coleção de obras curtas que Borges selecionou, além de assinar o prefácio. Borges também incluiu em seu ensaio Kafka e seus precursores a história de Dunsany, Carcassonne, como um dos textos que pressagiavam ou comparavam os temas de Kafka.

 

5. Ursula K. Le Guin

E por fim, Ursula K. Le Guin, em seu ensaio De Elfland a Poughkeepsie, referiu-se ironicamente a Lorde Dunsany como o "Primeiro Destino Terrível que Aguarda Incautos Iniciantes na Fantasia", aludindo à (na época) prática muito comum de jovens escritores tentando escrever no estilo de Lorde Dunsany.

 

A Filha do Rei de Elfland (do original The King of Elfland's Daughter) teve seus direitos adquiridos pela Editora Wish em 2019, e será publicada no Brasil pela primeira vez. Atualmente, a obra está disponível na campanha de financiamento coletivo no Catarse. A meta já foi conquistada e a publicação, confirmada! Mas você ainda pode participar da campanha e nos ajudar a atingir metas estendidas que irão propiciar brindes extras para todos os apoiadores, além de acabamentos de luxo na edição.


Deixe um comentário


Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados