Vídeos e Booktrailers
Notícias Parcerias
31/03/2018

Descoberta versão de conto de fadas de 1505a.C


O hieróglifo mais misterioso do Egito foi desvendado pelo Museu Britânico de História Natural. Ainda há desconfianças sobre a biografia ser real e uma parte importante do passado egípcio, ou apenas uma narração para crianças. O texto a seguir foi traduzido do original:

A história, que conta sobre uma princesa líbia abandonada quando bebê na residência um casal egípcio, já com duas meninas de aproximadamente 3 e 5 anos, é a versão mais antiga de Cinderela encontrada.

Quando a garota completa 8 anos, é submetida a um regime de quase escravidão pelo casal, limpando a casa, colhendo a plantação e alimentando o gado. As duas filhas legítimas possuem um quarto próprio, mas a princesa precisa dormir junto aos animais. Por isso, é conhecida como Cabelos de Palha, por sempre ter resíduos do material nas madeixas.

Após alguns anos, durante um festival de primavera destinado a Sekhmet, a deusa da medicina, a moça de 15 anos foge de casa e rouba vestimentas nobres, inclusive um sapato adornado com fios de ouro. Por uma vez na vida, age como nobre e conquista o coração do futuro Rei Tutmés I mas, quando percebe que a família da qual roubou as vestimentas se encontrava ao seu lado, foge e perde um dos sapatos no caminho.

O futuro Rei, sem entender o motivo da fuga, busca em todas as casas e encontra a real portadora do sapato: uma moça nobre de aproximadamente 25 anos, casada e de traços muito diferentes da garota que conquistou seu coração. Entendendo então que sua amada era plebeia, e que as vestimentas haviam sido roubadas, pede para que seus súditos a encontrem nas casas mais pobres. As duas filhas legítimas do casal cortam os cabelos da irmã adotada para que lembre um menino, e ela não é encontrada pelo príncipe.

Poucos anos mais tarde, a família real da moça retorna ao Egito (apenas nesta parte da história é revelado que são líbanos, cujos olhos são mais puxados que dos egípcios, e os narizes mais pontudos) e procura a garota por dois anos. Ela é filha ilegítima do Rei Libanês com uma servente mas, quando a Rainha morre, ele retorna para encontrar a filha.

Encontrando Cabelos de Palha pelos traços comuns em sua família, como o nariz fino e os olhos puxados, faz um pagamento para a família que a abrigou e retorna com ela para a Líbia. O Rei Libanês logo fica doente, falece e a princesa se torna Rainha, finalmente tendo o poder de retornar ao Egito, reencontrar o príncipe Tutmés I, e juntos unirem a Líbia e o Egito em apenas um território durante um curto período, até seu filho, Tutmósis IV, dividir novamente os países.

 

Esperamos que tenha gostado desta história! Embora seja uma brincadeira de 1º de abril, a Editora Wish é apaixonada por contos de fadas, e conta sobre as histórias mais antigas registradas (a partir de 1600d.C.) em sua coleção Contos de Fadas em suas versões originais, que se encontra em reimpressão para uma nova edição. Que tal conhecer a versão italiana de A Bela Adormecida, no qual o Rei engravida Talia enquanto ela dorme? Indicado para quem não tem medo do passado, mas possui muita curiosidade para mudar seus conceitos.

Comentários